Mais rápido sem glúten?

Afinal, uma dieta sem glúten melhoraria o seu rendimento físico? Será que atletas precisariam evitar o glúten? Existe um certo senso “comum” que o glúten é ruim para a saúde e o desempenho físico, mas seria verdade para aqueles sem doença celíaca ou síndrome do intestino irritável?

As pessoas em geral têm evitado cada vez mais o glúten em suas dietas, pois acredita-se que ele faça “mal” e que sem ele serão mais saudáveis. A maioria dos seguidores dessa dieta se auto diagnosticaram nessa condição e a tendência se expandiu para atletas que desejam alcançar um nível de desempenho melhor.

Indivíduos com doença celíaca devem evitar alimentos que ativem a doença, como por exemplo, o trigo que contém glúten. Foi demonstrado que esses alimentos causariam lesões na barreira de proteção intestinal, no entanto, ainda não foram observadas vantagens para a saúde ou desempenho em atletas sem a doença celíaca.

O estudo conduzido pela pesquisadora Dana Lis e colaboradores da Universidade da Tasmânia (Austrália) comparou o efeito de uma dieta com ou sem glúten no desempenho de atletas não celíacos. Treze ciclistas com bom condicionamento físico (8 homens e 5 mulheres) sem sinais clínicos positivos para doença celíaca ou síndrome do intestino irritável participaram do estudo. Cada participante completou o mesmo protocolo de testes sete dias após uma dieta com glúten ou sem glúten. A ordem das dietas foi aleatória e houve um período de 10 dias entre essas para evitar efeitos tardios de uma dieta sobre a outra.

O treinamento e a dieta dos participantes foram monitorados sendo que a única diferença entre os grupos era a ingestão de 16 g de glúten por dia. Os ciclistas completaram um contra-relógio e vários questionários sobre a saúde em geral, além sinais e sintomas gastrointestinais. Marcadores sanguíneos de inflamação também foram avaliados.

Não houve diferença no desempenho entre os grupos seguindo as duas dietas. Também não houveram diferenças no bem-estar dos participantes assim como sinais e sintomas gastrointestinais. Os marcadores sanguíneos de inflamação também não demonstraram diferenças entre os grupos.

Os autores concluíram que uma dieta sem glúten não apresentou benefícios ou malefícios para a saúde e o desempenho físico em relação a uma dieta com glúten. Os autores sugeriram que os atletas sem doença celíaca procurem um aconselhamento profissional baseado em evidências para iniciar uma dieta sem glúten e assim garantir um desempenho ótimo no seu esporte preferido.

Obrigado pela leitura.

Escrito por Fabiano C Araujo
Última revisão: 21-ago-2017

Fontes:

  • JEUKENDRUP, A. Is gluten-free faster? Disponível em: < http://www.mysportscience.com/single-post/2015/06/02/Is-glutenfree-faster > Acesso em: 21 ago. 2017
  • LIS, D. et al. No Effects of a Short-Term Gluten-free Diet on Performance in Nonceliac Athletes. Medicine & Science in Sports & Exercise, v. 47, n. 12, p. 2563-2570, 2015.